26 de mar de 2012

47 - Produzindo Jaguara - Sequência completa da próxima HQ

Toikobé!
Segue agora uma sequência completa da próxima HQ online da Jaguara:

Em breve, colocarei a história toda que terá uma leitura vertical por ser online em um blog especial.
Agora que o resultado aparece, fico extremamente contente (como qualquer autor ficaria) em ver tudo tomando forma.
Esta Hq online é uma história que mostrará uma passagem muito importante na vida de guerreira da Jaguara antes dela se tornar líder dos Krenakores.
Isto dará ao leitor informações extras para se familiarizar com a personagem e seu mundo, tornando a leitura do próximo livro (e do primeiro também, é claro) muito mais interessante e imersiva.

É isso!

Valeu!

23 de mar de 2012

46 - Produzindo Jaguara - Mais uma cena da próxima HQ

Toikobé!
A nova HQ online da Jaguara está ficando pronta! Sem muitas delongas, confiram mais uma cena, onde me parece, ela está em ligeira desvantagem perante o poderoso Ikriti Caeté.

Jaguara quase inconsciente, prestes a ser atacada por Ikriti Caeté.

Conforme a história vai desenrolando, as cenas vão ficando mais complexas, mas como a meta é apresentar o melhor que eu puder produzir, acredito que esteja valendo à pena.
Semana que vem tem mais.

Até a próxima.

Valeu!

12 de mar de 2012

45 - Produzindo Jaguara - Grande evento de computação gráfica

Toikobé!
Este final de semana foi muito legal e empolgante, pois fui a um grande evento de computação gráfica aqui em São Paulo, chamado The Union, que trouxe grandes artistas de entretenimento digital e de grandes produções cinematográficas.
Ir em eventos é um processo que tem de ser costumeiro para um artista, no meu caso, um ilustrador, para se conhecer gente nova e outros profissionais, estando no seu nível artístico, abaixo ou acima (ou muito acima).
Além disso, estes eventos servem para que façamos uma releitura e reciclagem de nosso próprio trabalho, principalmente se o nível dos palestrantes forem bem maiores que o seu, que foi este o meu caso.
Isso é uma oportunidade muito grande de aprendizado deste que estejamos abertos a nos auto-avaliar e aprender.
Um dos artistas que vieram de Los Angeles, é um brasileiro chamado Alex Cançado, um mineiro, que foi pra Los Angeles estudar e hoje é Coordenador de Finalização na Luma Pictures e tem no currículo trabalhos feitos em filmes como Piratas do Caribe 3, Capitão América, Thor e Harry Potter 6.
Sua palestra foi empolgante e em português, onde falou com muita simpatia e bom humor de seus trabalhos aqui no Brasil, como chegou à Los Angeles e o processo de entrada no mercado americano pela já citada Luma Pictures.
Tive oportunidade de trocar algumas palavras com ele, onde muito simpático e solícito, me atendeu, autografou um livro meu e eu lhe dei um livro da Jaguara, onde muito gentil, fez alguns breves comentários à respeito. Passou-me seu email de contato e me deu a honra de tirar uma foto:


Eu e Alex Cançado, que gentilmente segurou meu livro para aparecer na foto, onde só percebi quando a abri em meu celular. Para falar com os artistas, devido ao números de pessoas com esta intenção, tínhamos de escolher um deles para tirar fotos. Nesse momento rápido e difícil, não tive dúvidas em conversar com um conterrâneo brazuca muito talentoso e batalhador. Muito obrigado, Alex!

Neste evento, palestraram outras grandes feras e alguns artistas consagrados da indústria cinematográfica, como Neville Page, Alex Alvarez e Neil Huxley.
Vou descrever brevemente o que eu achei das palestras (Todas foram sensacionais!):

Todos os artistas, da esquerda para direita: Waine, Neville, Cameron, Alex Cançado, Scott, Darrin, Neil, Rob, Alex Alvarez e o organizador principal do evento Alessandro Bonfim.

Apresentação no tom certo da Marina Person.


Sábado, 10h40 a.m.
Neil Huxley (Diretor de criação na Digital Domain) - "Criando Cinematics num espaço de produção virtual"
- Palestra totalmente explicativa, onde falou e mostrou vários de seus trabalhos e descreveu sobre seu processo de produção e composição de um trailer do game do Transformers. Impactante!

11h30 a.m.
Wayne Hollingsworth (Supervisor de FX) - "Criando efeitos especiais e visuais para produção"
- Experiente profissional, mostrou efeitos visuais fantásticos de física e partículas, sua especialidade.
Houve algo inesperado em sua apresentação e que fiquei sabendo depois, é que ele tinha perdido seus arquivos originais e teve de improvisar no palco. Neste caso, fazer uma demonstração ao vivo de um worflow usando algum software, no caso o Nuke, é sempre muito imprevisível. Tanto que o deixou visivelmente preocupado e em alguns momentos, aflito com a situação, tanto que o fez errar algo simples em sua apresentação do plugin DMM para Maya. Certamente, um profissional de sua qualidade só cometeria tal erro, por estar muito preocupado e acelerado. Na galera, alguns não perdoaram e fizeram barulho, mas é uma situação totalmente possível de acontecer em apresentações ao vivo. Deve-se considerar e muito, a coragem do artista em continuar sua apresentação e reconhecer seu erro perante o público. Foi uma palestra ótima e que para os mais atentos, deu uma boa lição.

14h20
Darrin Krumweide (Sócio da Gnomom Schoool) - "Design e modelagem automotivos"
Uma palestra muito boa, onde o artista mostra técnicas tradicionais de escultura manual em grandes escalas e sobre terminologias de design automotivo. Fez uma análise estrutural de veículos antigos aos mais modernos, onde mostrou sua inspiração para fazer o design do Batmóvel do filme "Batman Forever". Um prato cheio para os designers de produto de plantão.

15h30
Alex Alvarez (Diretor da Gnomom School) - "Processo criativo de uma composição digital"
Alex mostrou o concept de uma criatura que criou no ZBrush e mostrou detalhadamente seu processo de produção de uma composição totalmente finalizada. Suas dicas sobre texturização foram fenomenais, inclusive descrevendo cada uma delas e seus efeitos visuais. Um ponto legal transmitido por ele foi sua paixão ao fazer este trabalho e o quão importante é o artista estudar, fazer testes e tirar o máximo de sua ferramenta.

Neville Page era o centro das atenções e muito respeitado por todos os outros artistas presentes. Apesar de sua grandiosidade no meio, era extremamente simpático e atencioso com todos, sem exceções. Uma lição de caráter e comportamento.

17h00
Neville Page (Diretor de criaturas do filme Avatar) - "Técnicas criativas de design"
Sem dúvida, uma das melhores palestras do evento. Muito tranquilo e sorridente, tem uma excelente desenvoltura no palco que fez aumentar a descontração do público. Fez muitas produções de peso como Avatar, Star Trek, Lanterna Verde, Piranha 3D, Tron e Super 8. Neste último, ele mostrou um vídeo do diretor J.J. Abrams fazendo uma saudação ao evento e brincando com a ausência de Page no estúdio.
Neville descreveu seu processo criativo RRR (Research, Retain, Respond), falou sobre algo que ele chama de "Acidentes Felizes" no design de criaturas e personagens. Mostrou uma técnica muito legal de esboços espelhados que achei sensacional, onde a usou bastante para definir a forma física do alienígena gigante do filme "Super  8". Ele estendeu esta técnica para o programa Photo Booth que vem em qualquer Mac (e eu usando só PC) para criação por "Acidente" de formas inusitadas de personagens e criaturas. Criou algumas criaturas com um pedaço de carne e uma casca de árvore?!?! Uma técnica desenvolvida só por quem tem muita experiência em concepts e vive em estado "Alpha" de criação"! Por fim, nos mostrou a modelagem de uma roupa espacial no ZBrush que, pelo que entendi, era para o próximo filme aguardadíssimo de Ridley Scott "Prometheus", pois logo em seguida nos mostrou esse trailer. Uau!!!

Alex Cançado em sua ótima apresentação. O mineiro mandou bem!


Domingo, 10h00
Alex Cançado (Coordenador de Finalização na Luma Pictures) - "Texturização de personagens 3D e aprimoramento no Nuke"
Este simpático brasileiro, mineiro de BH, surpreendeu à todos com suas dicas e descrição detalhada do processo de se "chegar lá". Foi ótimo, pois sua palestra foi em português e nada como conversar em nossa língua mãe. Demonstra grande paixão pelo que faz, um traço comum na maioria dos artistas que conheço. Ele  mostrou seu belo portfólio e usou uma cena que ele finalizou para o filme do "Besouro Verde" para demonstrar suas técnicas no programa de edição de composição Nuke (que eu conheci nesta palestra e percebi que a maioria dos grandes estúdios e profissionais do ramo o usam). Claro que não dá para absorver tudo o que ele explicou, mas sempre é legal ver "como se faz" e saber que é uma questão de aprender o programa e trabalhar muito com ele. Por fim, disse que estava trabalhando no aguardado filme dos "Vingadores", mas não pode mostrar nenhum vídeo sobre. Foi uma palestra inspiradora, sem dúvidas e uma das melhores do dia.

Scott Spencer demonstrou sua impressionante técnica de modelagem e seus conhecimentos profundos em anatomia. Explicado porque o artista trabalha pra Weta WorkShop.


11h10
Scott Spencer (Concept designer na Weta Workshop) - "Design de personagens digitais com ZBrush usando técnicas de Dynamesh"
Este escultor, que veio direto da Nova Zelândia, mostrou técnicas de modelagem incríveis e falou bastante sobre Artes, o qual me identifiquei, pois sou formado em Artes Visuais. Seu conhecimento vem de muito estudo e experimentações artísticas, tanto com modelagem 3D como manual.
Autor de vários livros sobre modelagem 3D, muito descontraído e seguro do que dizia, demonstrou muita destreza ao assunto, passando técnicas totalmente didáticas para o público.
Muito empolgado, quis mostrar tanto, que acabou perdendo a noção de seu tempo e não pode demonstrar sua técnica com a ferramenta Dynamesh do ZBrush. Mas foi espetacular sua apresentação, uma das melhores do evento.

Rob e sua meticulosa apresentação. Paixão pelo trabalho explícita.


14h40
Rob Nederhorst (Supervisor de efeitos visuais e composição) - "Criando composições altamente realistas"
Experiente profissional, este artista mostrou pacientemente e com muita propriedade, um processo inteiro de finalização de uma composição de uma cena do filme "Padre". O destaque de sua apresentação foi sua preocupação em mínimos detalhes de seu trabalho que demonstrou naturalmente, conforme ia descrevendo todo o processo de sua finalização. Lição que aprendi desse cara, é que muitas vezes, por preguiça ou qualquer outro motivo, não nos colocamos na condição de testar várias formas possíveis de fluxo de trabalho que uma das várias ferramentas que um software pode oferecer e mais, tanto com ele, quanto com o Alex Cançado, Neville e Alex Alvarez, constatei a real importância de se fazer testes e mais testes com sua ferramenta e montar e organizar suas bibliotecas de resultados e referências. Grande lição.

O jovem a talentoso Cameron Davis fala sobre sua carreira e os personagens que criou. Obstinação e dedicação ao desenho (como se fosse novidade para nós ilustradores - I)!


15h50
Cameron Davis (Ilustrador na DreamWorks) - "Storytelling visual no design de personagens"
Um jovem ilustrador talentoso, obcecado (como se fosse novidade para nós ilustradores - II) em desenhar. Falou sobre sua carreira e de como desenvolveu os personagens icônicos para o game "Guitar Hero". Desenha desde criança (como se fosse novidade para nós ilustradores - III) e desenhar é algo totalmente prazeroso e constante em sua vida (como se fosse novidade para nós ilustradores - IV).
Falou e demonstrou um livro infantil que está produzindo, com uma história muito criativa e o que percebi, foi sua preocupação natural em desenvolver cada personagem, não só visualmente, mas dando sentimento e personalidade à eles. E isso faz parte da criação de bons personagens, sem dúvida. A grande diferença é que Cameron ganhou muito dinheiro com seu trabalho (isto É NOVIDADE para nós ilustradores - Rsrs).
A brincadeira que acabo de fazer é uma crítica suave sobre nosso mercado, sobre nosso público e sobre nós mesmos, os ilustradores.
O que percebi destes artistas no geral, era o foco que tinham e a paciência em estudar e aprender, cada um na sua área, especialidade e nível artístico. Outro comportamento interessante era que todos tinham um sentimento aparente de compartilhar conhecimentos com colegas de profissão. Sentimento este que existe entre nós, ilustradores brasileiros, pelo menos a maioria. Ainda bem!
Realmente, desenvolver um personagem não é fácil e exige estudo, preocupação em fazê-lo não só visualmente legal mas trabalhar muito sua personalidade para uma possível identificação com seu público.
Por exemplo, se quer desenhar bem uma pose de seu personagem e não sabe fazer as mãos ou as pernas naquela determinada posição, o lance é estudar e aprender a fazer bem feito e finalizar a ilustração da melhor forma possível. Sempre.

16h40
Scott Spencer II (Concept designer na Weta Workshop) -  "De novo?!?!?!"
Como o empolgado e talentoso Scott não conseguiu terminar sua apresentação por falta de tempo, foi lhe dado mais 20 minutos extras para finalizar a sua, até agora, excelente apresentação. Muito simpático e agora, um pouco acelerado, abriu o ZBrush no telão e finalmente nos mostrou a ferramenta Dynamesh e foi aí que tive uma amostra de sua notável destreza e habilidade artística em modelar e criar personagens em poucos minutos. Realmente o cara era um especialista em anatomia humana e animal.
Não deu pra acompanhar cada passo, devido à sua velocidade em operar o programa, mas ele confirmou à todo o público que para ser tão bom quanto ele, tem de ter talento, praticar, experimentar e estudar, estudar muito!

Pena que não deu para conversar com todos, mas fica pra próxima.
Fiz este longo texto, porque acredito que uma grande parte de nossa evolução ocorre quando visitamos e participamos de eventos assim, com outros artistas, em diferentes níveis. O que pude comprovar no geral, é que:
- Sempre existe alguém que sabe mais do que nós;
- Compartilhar conhecimentos é fundamental e querer aprender com quem sabe mais, essencial;
- Ser simpático, bem-relacionado e curioso, abre mais portas;
- Num mundo globalizado, conhecer pessoas e profissionais de nossa área e correlatas, é a base de ter um trabalho bem sucedido;
- Prestigiar outros artistas não é se diminuir ou qualquer bobagem desse tipo, é acrescentar sabedoria em nossas carreiras;
- Mostrar seu trabalho (o melhor que tiver), faz com que você apareça mais profissionalmente e que acredita nele. Isso é muito importante, pois os artistas que se consagraram, tem este comportamento e objetivo em comum;
- E.P.A. - Estudar, Praticar e Aprender é o único caminho.
Meu texto pode soar um pouco entusiasmado demais, mas como este blog é um espaço de pensamentos e projetos pessoais, acho que é válido.
Minha única intenção aqui é descrever minhas impressões e como foi o evento e este contato com artistas de renome em suas áreas, que são correlatos à minha.
É uma constatação de pensamentos e objetivos, tenham certeza...

Até a próxima!

Valeu!

7 de mar de 2012

44 - Produzindo Jaguara - Quadro da nova HQ

Toikobé!
Finalmente já posso começar a mostrar ilustrações diretas das novas páginas do próximo livro da Jaguara.
Na verdade, vou mostrar o processo de pintura de uma das cenas da hq online que estou finalizando.
Fiquei alguns meses testando formas de colorir que pudesse ser melhor do que a usada no primeiro livro e que também não travasse muito a produção.
Lembrando que em média, eu levava de 7 a 16 horas para colorir uma página no primeiro livro.
Mas devo acrescentar que eu era um iniciante aplicado na arte de colorir naquele tempo e hoje estou bem melhor. Ainda não atingi o nível que desejo, mas creio que estou começando a chegar perto.
Na nova hq que vou colocar online no blog em breve, optei por uma colorização mais artística e testei formas novas de produção, como colorir os cenários e os personagens separados.
Vou mostrar uma sequência do processo que utilizei:

Após colorir o cenário separado nesta sequência, eu "colo" o desenho à lápis sobre o cenário em um novo arquivo;

Crio então as sombras e volumes básicos primeiro, mais para ter uma ideia da iluminação e do volume;

Faço uma pintura de cor base nos corpos e nos cabelos. Neste caso, prefiro fazer separado para ter um maior controle;

Por fim, com todos os meio tons aplicados, realces, luzes, reflexos, sombras e brilhos. A onomatopeia eu acrescentei por último.

Esta é a ilustração do quadro 03 da página 05 da hq online.
No próximo post, colocarei uma página inteira dessa história.


Valeu!

5 de mar de 2012

43 - Produzindo Jaguara - Fan arts de amigos

Toikobé!
Hoje vou postar mais algumas Fan Arts que chegaram e que achei muito boas (sou suspeito pra isso!).
Lembrando que quem quiser, pode enviar uma arte sua sobre os personagens da Jaguara que colocarei aqui no blog com muito gosto.
Segue então:

Esta belíssima ilustração foi feita pelo Felipe Watanabe, um grande ilustrador, que fez uma magnífica pintura digital. Com um estilo próximo ao Mangá, mostra uma Jaguara mais esguia e atlética. Magnífico! Valeu, Felipe!


Este foi feito pelo meu amigo Bira Dantas, um dos grandes caricaturistas e chargistas do nosso país. Ele tem um traço cheio de movimentos e plasticidade, próprio de animador. Com esse estilo, o Bira acabou me dando algumas ideias, ao vê-la representada assim... Sensacional! Valeu Bira!!!

Esta ilustração foi feita por uma ilustradora muito talentosa chamada Júlia Pinto que fez um trabalho primoroso, dando um traço elegante e suave para a Jaguara, abordando mais sua feminilidade com um olhar extremamente "felino", como seu próprio nome sugere. Esplêndido! Valeu, Júlia!!!


Ilustração forte, num estilo mais estilizado que demonstra toda a ferocidade da Jaguara, feita pelo Zé Luiz. Impactante! Valeu, Zé Luiz!!!

Desenho com bom contraste P&B, com traços de herói feito pelo meu amigo ilustrador Alex Megliore. Mostra uma certa robustez no olhar da Jaguara. Excelente! Valeu, Alex!!!

Geralmente quando recebo desenhos assim, fico lisonjeado e muito feliz (e quem não ficaria?) com tais homenagens.
Realmente, é um belo "pagamento" motivacional e porque não dizer "espiritual", já que faz tão bem ao nosso ego e alma.
Quem quiser ver mais desenhos como este, visite o albúm da Jaguara do Flickr:


Coloquei o link dos endereços virtuais desses artistas (os que consegui) em seu nomes e digo que vale a visita para conferirem seus trabalhos.
Em breve colocarei aquela história online da Jaguara e creio que conseguirei retribuir de alguma forma, tudo isso, ou uma parte disso por tantas homenagens.

Obrigado à todos!

Valeu!