28 de set de 2005

06 - Produzindo Jaguara - Primeiro leitor internacional

Caros apreciadores quadrinhísticos, 
Me disseram uma vez que "sonhar vale a pena". É claro que todos nós, pelo menos uma vez na vida já escutamos esta frase. Confesso que é a frase mais clichê que possa existir, mas, posso afirmar para vocês que se ela for seguida à risca, seu resultado acaba nos fazendo mudar de idéia! Recentemente, recebi uma encomenda através do site da Jaguara, para um leitor, sabe de onde? Da Suiça!!!!! A princípio, fiquei com um pé atrás, pois até achei que era alguma brincadeira e tal. Trocando emails com o cara, descobri que realmente era verdade o seu interesse em adquirir a obra. Bom, esse cara se chama Simone e além de ser muito legal, acabou finalizando a compra do livro para minha alegria e satisfação. Esta semana, ele mandou uma foto sua com o livro da Jaguara em mãos, além da companhia de seu filho Alexander. Sabem o que isso significa? Que tenho o registro visual do primeiro leitor internacional da Jaguara!!!!!!!!!!!!! Vejam só: 

 

Estes são Simone e seu filho Alexander. Vejam ao fundo, uma pequena amostra da cidade de Giubiasco, em Ticino, Suiça. Legalll!!!!!! Viva a internet!!!!!!!!!!!! 
A seguir, vejam a foto de Tito, cunhado de Simone, que além de se tornar leitor da Jaguara também, é um ilustrador de mão cheia! Dá uma sacada nas pinturas que ele fez nas paredes de sua própria casa! 

 

Sabem quem o nosso amigo pintou nesta imagem? O Mister No, sim, aquele personagem que é muito conhecido por lá, publicado pela Bonelli Editore, cujo o dono é Sérgio Bonelli, que escreveu aquele super editorial sobre a Jaguara.... É, ainda morro do coração... 

 

Esta excelente pintura nos dá uma idéia de qual tipo de quadrinhos os europeus preferem. É isso aí, Tito! Manda ver! 
Este post eu dedico a estes amigos que fiz, em um lugar tão distante e fascinante! Valeu Simone, Alexander e Tito!!!!! Valeu mesmo, caros amigos!!!!! É, sonhar vale a pena.......

21 de set de 2005

05 - Produzindo Jaguara - Primeiras páginas esboçadas

Fala aí, enamorados e enamoradas por HQ's! 
Finalmente terminei a história geral do livro 2: "Jaguara contra a besta flamejante" (título provisório). Como eu tinha dito antes, eu costumo fazer um rascunho da história bem simplificado e depois começo a esboçar as páginas em folhas de sulfite A4. É nesta fase que eu realmente "sinto" a história acontecer e tomar forma. Mas também, é neste período que eu mais modifico o andamento e a narrativa da aventura. Me sinto mais livre e confiante assim, para conduzir as sequências e a narrativa do livro, da maneira mais certa possível. Parece meio louco, mas é forma que também julgo mais fácil pra mim produzir uma história em quadrinhos. 
Bom, vejam então, as primeiras 2 páginas deste segundo livro, que farei o impossível para que ele saia melhor que o primeiro! 

 

Vejam que faço os esboços bem espontâneos, onde determino a narrativa e a diagramação das páginas. Agora vejam como ficou o lápis das mesmas: 

 


 


Notem que a diagramação da página 2 mudou um pouco. Tive a necessidade de acrescentar mais um quadro (quadro 1), para localizar e informar o leitor sobre o local em que o indiozinho ficou encurralado. É por isso que esta forma de trabalhar é muito boa, pois sinto total liberdade para recriar encima do história original. Bom, por hoje é isso. Na próxima tem mais. 
Valeu!

5 de set de 2005

04 - Produzindo Jaguara - Surpresa inesperada!

Olá, caros Hq maníacos! 
Semana passada, recebi uma das maiores notícias que já recebi até hoje! Já ouviram falar de Sérgio Bonelli? Não? Conhecem os personagens Tex, Zagor, Dylan Dog e Mister No? Ah, esses vocês conhecem! Estes personagens europeus conhecidíssimos, são publicados pela Bonelli Editore, na Itália, cujo principal editor é... adivinhem... Sérgio Bonelli! Isso mesmo, um dos maiores editores de quadrinhos da Europa e, desta forma, do mundo, escreveu um editorial inteiro dedicado à Jaguara! Dá pra acreditar! Quando que eu, singelo mortal, poderia imaginar receber uma honra destas? Nunca! Mas aconteceu e deixou eu e toda equipe que participou da produção do livro Jaguara - Guerreira e Soberana, imensamente orgulhosos e deslumbrados! É óbvio que este post de hoje é dedicado a esta vitória, que considero humildemente, uma vitória dos Quadrinhos brasileiros, pois um editor renomado se interresou em apreciar um material brazuca! 
Deem uma olhada na matéria: